Nuvem híbrida ainda não é realidade para grande parte das organizações

 Nuvem híbrida ainda não é realidade para grande parte das organizações

Segundo estudo da Nutanix, 70% das companhias ouvidas ainda acreditam que a transformação está demorando mais do que o esperado.

A Nutanix anunciou conclusões de um novo relatório analisando os principais desafios e oportunidades com a adoção da nuvem híbrida. Enquanto a maioria vê a nuvem híbrida como o modelo de TI ideal, o levantamento mostrou que muitos lutam para adotá-la – com 70% das organizações acreditando que sua transformação está demorando mais do que o esperado.

No entanto, quase todos os entrevistados (95%) acham que sua organização se beneficiaria de uma implementação híbrida ideal, fornecendo construções e operações de TI consistentes em várias nuvens, eliminando muitos dos desafios que enfrentam atualmente, desde silos de operações até carência de pessoal.

A flexibilidade entre nuvens on premise e pública tem se mostrado chave para o sucesso nos negócios tendo em vista que empresas em todos os lugares do mundo lutaram para se adaptar a uma nova realidade em meio à pandemia. De um lado, precisaram aprimorar a nuvem pública para fornecer desktops remotos rapidamente. Do outro, consolidar sites de recuperação de desastre, mover cargas de trabalho para uma nuvem privada para evitar preocupações com a capacidade da nuvem pública.

A atual situação global enfatizou a necessidade para uma infraestrutura de TI adaptável para muitas empresas. Porém, flexibilidade não significa usar mais nuvens públicas e privadas. “Hoje, as organizações modernas precisam liderar com flexibilidade, e um aspecto crítico disso é a descentralização de recursos para torná-los disponíveis mais prontamente”, diz Wendy M. Pfeiffer, CIO da Nutanix. “Ao usar várias nuvens, públicas, privadas ou periféricas, as empresas podem simplesmente levar sua infraestrutura de TI onde ela é mais necessária. Porém, como vimos na pesquisa, essa flexibilidade só é possível com construções, operações e ferramentas consistentes em várias nuvens, tornando ideal um ambiente de nuvem híbrida.”

Apoiador:

O relatório, encomendado pela Nutanix e desenvolvido pela empresa de pesquisa de mercado independente Vanson Bourne, analisou os principais desafios que as empresas enfrentam atualmente ao gerenciar as infraestruturas de nuvem pública e privada. Foram entrevistados 650 tomadores de decisão de TI de vários setores, tamanhos de negócios e geografias nas Américas; Europa, Oriente Médio, África (EMEA); e regiões da Ásia-Pacífico e Japão.

A pesquisa encomendada pela Nutanix também apontou outras conclusões a respeito do uso de nuvem pelas organizações:

Nuvem pública sozinha nem sempre é a resposta

A nuvem pública revolucionou o setor de TI oferecendo mais agilidade e eficiência operacional. Embora ideal para algumas aplicações e cargas de trabalho, não é para todos, levando empresas a adotar uma infraestrutura híbrida. De acordo com a pesquisa, a maioria dos entrevistados tem preocupações sobre a execução de aplicações críticas na nuvem pública, as mais vitais para os negócios, especificamente em relação à confiabilidade (75%), portabilidade (73%) e custo (72%). Além disso, alguns entrevistados simplesmente não conseguem mover suas aplicações críticas para os negócios, devido à complexidade ou ao custo. Por exemplo, a necessidade de reorganizar ou reformular aplicações (75%) e a complexidade da migração (71%) são as principais preocupações que impedem os respondentes de portabilizar aplicações.

Nuvem híbrida evidencia deficiências do TI

Embora muitas empresas lutem para encontrar talentos de TI qualificados, o problema cresce quando se procura profissionais que possam gerenciar uma infraestrutura de nuvem pública e privada, pois atualmente os dois ambientes exigem diferentes conjuntos de habilidades. A maioria das organizações (88%) enfrenta desafios ao garantir que sua equipe de TI possua as habilidades necessárias para gerenciar uma infraestrutura de TI híbrida e mais da metade (53%) vê isso como uma das principais preocupações.

Falta de habilidade gera silos e ineficiência

Dadas as diferentes habilidades necessárias para gerenciar infraestruturas de nuvem pública e privada, as empresas geralmente precisam confiar em equipes diferentes que criam silos, algo que quase todos (95%) dos entrevistados encontraram. Mais importante ainda, eles geralmente afetam os resultados, algo mais preocupante quando muitas empresas estão focadas na otimização de recursos. Quase metade dos entrevistados identificou como preocupação a expansão de recursos (49%), um aumento nos custos (45%) e / ou um desperdício de recursos (43%).

Portabilidade é imprescindível, não apenas para aplicações

Para a maioria das empresas (88%), o licenciamento de software é um aspecto essencial de uma infraestrutura de TI híbrida, mas muitos enfrentam dificuldades em torno do licenciamento (58%) ou vendor lock-in (quando uma empresa fica presa a um fornecedor) (58%) ao mudar para a nuvem pública. Além disso, quase dois terços (65%) estão dispostos a considerar o licenciamento de assinatura para sua infraestrutura de TI.

Por Redação

Via CIO

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *