Novas CPUs Ryzen 4000 com placa integrada são o ataque mais agressivo da AMD contra a Intel

 Novas CPUs Ryzen 4000 com placa integrada são o ataque mais agressivo da AMD contra a Intel

A AMD lançou mais uma iteração de processadores. Desta vez, em vez de serem versões atualizadas da série Ryzen 3000, são versões atualizadas dos novos processadores APU Ryzen 4000 com placa gráfica Radeon (APU é o nome que a AMD dá para suas CPUs com placa de vídeo integrada), e elas só vão chegar ao mercado em desktops pré-fabricados por enquanto. Este pode não ser o anúncio mais empolgante da AMD nos últimos tempos. Ainda estamos aguardando a data de lançamento da próxima geração de placas gráficas da empresa — que também estará na próxima geração de consoles Xbox e Playstation.•

No entanto, as notícias desta terça-feira (21) colocam a AMD em uma boa posição para competir melhor com a Intel no mercado de desktops pré-fabricados em uma escala maior. Talvez finalmente tenhamos uma opção de processador que não precise de uma placa de vídeo dedicada para conseguir rodar jogos mais pesados.

De acordo com a pesquisa de hardware da Steam realizada em junho de 2020, 76,84% dos entrevistados têm uma CPU Intel, enquanto 23,16% dos entrevistados têm uma AMD.

Fundamentalmente, essa pesquisa não diferencia pré-fabricados e montados em casa, e é provável que a maioria desses 23,16% seja de CPUs Ryzen das séries 3000 ou 2000 sem gráficos integrados. A AMD tem se saído bem em produtos para quem monta computadores e até no setor de PCs gamers pré-fabricados de ponta. No setor de computadores baratos pré-fabricados, porém, ela ainda está bem atrás da Intel.

Recentemente, a marca ganhou força para brigar com sua principal concorrente. Isso explica a opção de renovar suas APUs para dispositivos móveis Ryzen 4000 com o objetivo de colocá-la em desktops. Também é um dos motivos para deixar um pouco de lado quem prefere montar seu próprio computador.

Durante a apresentação, a AMD disse que o mercado de fabricados é cerca de 4% a 5% maior que o mercado de montagem. Por isso, faz sentido mirar primeiro nas fabricantes. Os processadores de notebook Ryzen 4000 já estão disponíveis há algum tempo, e temos uma boa noção de como eles rodam. Mais fabricantes como a Lenovo estão adicionando estes chips às suas linhas de notebooks, e os preços geralmente são mais baixos que os modelos com processador Intel: um Lenovo IdeaPad Gaming 3i (versão Intel) custa a partir de US$ 840, enquanto a versão AMD do mesmo modelo começa em US$ 660.

Apoiador:

É razoável supor que as versões para desktop da AMD também terão preços mais baixos. Desempenho comparável por centenas de dólares a menos? Sim, eu gostaria de clicar em ‘comprar agora’. Mas, no momento, não há data de lançamento para os novos Ryzen 4000G para desktops nem informações sobre que marcas usarão os processadores.

Esta não é a primeira vez que a AMD lança APUs para desktop — APU é o nome que a AMD dá para suas CPUs com placa de vídeo integrada. Esta é a primeira vez que a marca usa sua arquitetura Zen 2 como base para as APUs voltada a desktops. Isso deve deixar os chips mais rápidos, mas também aumentar seu consumo de energia. As placas gráficas integradas das APUs geralmente são superiores às da Intel, mas ainda não são boas em jogos com gráficos exigentes, a não ser que você diminua a qualidade nas configurações.

O principal argumento para convencer os consumidores é que as novas APUs da AMD são boas para jogos. Obviamente, você não precisa de uma placa de vídeo dedicada para um computador pessoal ou de trabalho que é usado apenas para tarefas básicas. No entanto, se a Ryzen 4000G cumprir o que promete, ela pode servir para dar mais versatilidade para estas máquinas mais baratas.

O Ryzen 5 3400G chega a cerca de 30 fps no Far Cry 5 com os gráficos na qualidade mínima em 1080p. Em Shadow of the Tomb Raider com as mesmas configurações, fica em 35 fps. Dá para jogar, mas ainda está longe do mínimo ideal de 60 fps.

A AMD diz que o Ryzen 5 4600G tem 6% mais desempenho do que o Ryzen 5 3400G no benchmark 3D Mark, mas como isso se traduz em desempenho real vai depender do jogo. Se partirmos do pressuposto que o Ryzen 5 4600G realmente obtém um desempenho 6% melhor em games, o aumento deve ficar em torno de 1 ou 2 quadros por segundo, o que ainda é incrível para um chip integrado.

Assim como as APUs de notebooks da linha Ryzen 4000, esses novos processadores para desktop da série Ryzen 4000G também serão uma solução de pastilha única fabricada com o mesmo processo de 7 nm. Então, você poderia dizer que a AMD está apenas colocando seus processadores de notebook em um chassi de desktop, mas as APUs de desktop têm um ponto de ajuste e otimização diferente.

Elas serão capazes de atingir frequências mais rápidas e precisarão ter uma maior potência térmica de projeto (TDP), como é chamada a quantidade de energia que a CPU precisa para atingir o desempenho anunciado. Mas eles não consumirão muita energia a mais, de acordo com a AMD.

Aqui está a linha completa de APUs que estará nos computadores pré-fabricados:

  • Ryzen 7 4700G: 8 núcleos / 16 threads, base de 3,6 GHz (boost de 4,4 GHz) cache de 12 MB, 8 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 2100 MHz, TDP de 65 W.
  • Ryzen 7 7700GE: 8 núcleos / 16 threads, base de 3,1 GHz (boost de 4,3 GHz) cache de 12 MB, 8 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 2000 MHz, TDP de 35 W.
  • Ryzen 5 4600G: 6 núcleos / 12 threads, base de 3,7 GHz (boost de 4,2 GHz) cache de 11 MB, 7 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 1900 MHz, TDP de 65 W.
  • Ryzen 5 4600GE: 6 núcleos / 12 threads, base de 3,3 GHz (boost de 4,2 GHz) cache de 11 MB, 7 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 1900 MHz, TDP de 35 W.
  • Ryzen 3 4300G: 4 núcleos / 8 threads, base de 3,8 GHz (boost de 4,0 GHz) cache de 6 MB, 6 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 1700 MHz, TDP de 65 W.
  • Ryzen 3 4300GE: 4 núcleos / 8 threads, base de 3,3 GHz (boost de 4,0 GHz) cache de 6 MB, 6 núcleos gráficos, frequência da placa de vídeo de 1700 MHz, TDP de 35 W.

Se compararmos o Ryzen 7 4700G, que é o topo de linha dessa série, com a APU Ryzen 9 4900H de notebook, por exemplo, tudo é igual, menos a frequência da placa de vídeo, que é mais alta na versão para computador, o que deve resultar em melhor desempenho em games.

A AMD diz que as fabricantes podem optar por equipar qualquer uma das APUs Ryzen 4000 com uma placa de vídeo dedicada, mas elas são totalmente capazes de executar jogos com gráficos intensos a fps jogáveis, ou seja, 1080p em uma configuração gráfica baixa. Mas será que vai dar para passar de 30 fps em um jogo como Far Cry 5? Se sim, quanto vai passar? Teremos que testar para ver.

Por Redação

Via GIZMODO

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *