Minério de ferro na China toca máxima de 8 meses e meio após Vale cortar projeções

 Minério de ferro na China toca máxima de 8 meses e meio após Vale cortar projeções

Os futuros do minério de ferro na China tocaram o maior nível em mais de oito meses nesta segunda-feira, após a mineradora Vale (VALE3) ter reduzido suas projeções de produção devido a impactos da pandemia de coronavírus.

A companhia reduziu na sexta-feira as previsões de produção anual de finos de minério de ferro para entre 310 milhões e 330 milhões de toneladas, de entre 340 milhões e 355 milhões anteriormente, enquanto a projeção para pelotas foi para de 35 milhões a 40 milhões de toneladas, contra 44 milhões antes.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em setembro, chegou a saltar 1,7%, para 624 iuanes, antes de fechar com ganho de 1,1%, a 620 iuanes, maior nível desde 2 de agosto.Leia também:

FastBNDES prepara para maio socorro aos setores automobilístico, aéreo e elétrico

Os futuros de aço inoxidável em Xangai também subiram forte– o contrato junho fechou em alta de 3,8%, a 13.320 iuanes, após ter chegado a subir 4,4%, seguindo os preços do níquel, que aumentaram por preocupação com a falta de oferta de minério.

Os estoques de minério de níquel em 14 portos chineses em 10 de abril caíram para os níveis mais baixos desde junho de 2018, com 9,46 milhões de toneladas úmidas, de acordo com os últimos dados Antaike atualizados pelo Refinitiv Eikon.

Já os futuros do aço na Bolsa de Futuros de Xangai caíram, com o vergalhão para entrega em outubro recuando 1,1%, para 3.362 iuanes por tonelada.

Por Reuters

Via MoneyTimes

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *