Mercado global de IoT para o setor de saúde deve crescer cerca de 39% até 2025

 Mercado global de IoT para o setor de saúde deve crescer cerca de 39% até 2025

Pandemia impulsionou o setor, que tem hospitais, centros cirúrgicos e clínicas como principal fatia do mercado em 2020, diz relatório.

O mercado global de Internet das Coisas (IoT) de saúde deverá saltar em cinco anos. De acordo com novo relatório da ResearchAndMarkets.com, apurado em julho, a IoT no mercado de saúde é impulsionada por um avanço na tecnologia, juntamente com a crescente demanda por serviços de gerenciamento de autossuficiência e aumento da digitalização, bem como um aumento no nível geral de conectividade e inovações que ocorrem no ecossistema de saúde moderno.

Segundo o estudo, estima-se um crescimento de quase 39%, a uma Taxa de Crescimento Anual Composto (CAGR). Ou seja, o mercado saltaria dos US$ 72,5 bilhões deste ano para uma projeção estimada de US$ 188,2 bilhões para 2025.

Este crescimento será destacado na região Ásia-Pacífico, que terá a maior taxa (CAGR) esperada durante o período de previsão, sobretudo devido a: condições econômicas flexíveis; políticas governamentais motivadas pela industrialização; políticas dos governos motivadas pela globalização; expansão da digitalização.

Sistemas e software

O mercado de saúde IoT por componente é segmentado em dispositivos médicos; sistemas e software; serviços; e tecnologia de conectividade. O estudo apontou que o segmento de sistemas e software é considerado como os componentes mais promissores no setor e deve crescer rapidamente, durante o período de previsão.

Apoiador:

De acordo com o relatório mais recente da empresa, esse reconhecimento se deve a diferentes fatores: eles criam um alto grau de características inteligentes e autonomia no ecossistema IoT; são projetados para atender aos desafios de interoperabilidade que ocorrem devido a diversos dispositivos heterogêneos; eles gerenciam grandes volumes de dados (e fornecem segurança e privacidade).

“Todo o setor de saúde está prestes a passar por uma transformação sem precedentes como resultado dos avanços da tecnologia e das preocupações com o acesso à saúde devido à recente pandemia de coronavírus”, de acordo com outra pesquisa da empresa, sobre IoT no mercado de saúde, também para a previsão de 2020 a 2025.

“A doença Covid-19 forçou centenas de milhões de pessoas em todo o mundo a mudar seus comportamentos em termos de como obtêm serviços de saúde” e previu “um crescimento substancial no setor de saúde impulsionado em grande parte pela tecnologia IoT e aplicativos implantados em uma nuvem baseado em ‘como serviço’ para monitoramento do estado de saúde, bem-estar e cuidados intensivos. Capacitadores adicionais incluem conectividade de alta velocidade, soluções de sensores incorporados e aplicativos vestíveis”, diz o estudo.

Esse desenvolvimento tecnológico também impulsionou o aumento da demanda de mão de obra qualificada. O relatório aponta que o mercado ainda precisa prestar atenção na capacitação digital da força de trabalho, e no do desafio da segurança de dados, devido à gestão de informações críticas de pacientes.

O relatório de junho, desta mesma pesquisa contínua, diz que as tecnologias transformarão todo o ecossistema de saúde. Isso resultaria em serviços remotos de saúde significativamente melhorados, maior alcance do paciente, e otimização dos custos operacionais.

“Várias tecnologias de Internet of Healthcare Things (IoHT) serão um divisor de águas para o ecossistema de saúde na próxima década em termos de sistemas, processos e prestação de serviços. Há um grande potencial para aumentar a eficiência e eficácia no tratamento e diagnóstico, redução de custos e melhoria geral de padrões para atendimento ao paciente”, diz o relatório de junho da ResearchAndMarkets.com.

Por Redação

Via CIO

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *