Mercado de PCs cresceu 2,6% em 2019, diz IDC

 Mercado de PCs cresceu 2,6% em 2019, diz IDC

De acordo com estudo da IDC Brasil, as vendas de computadores cresceram 2,6% em 2019. Foram vendidos 5,8 milhões de computadores no período, gerando receita de R$ 18,9 bilhões, uma alta de 14,7%. Os notebooks representaram cerca de 4 milhões do total das vendas, enquanto 1,7 milhão foram de desktops.

A maior parte das vendas foram realizadas para o varejo. Dos 3,6 milhões de computadores vendidos, 1,9 milhão foram no segundo trimestre, puxado pela Black Friday. A data superou as expectativas, porque as vendas desaceleram após os primeiros meses de 2019. Segundo a IDC, as fabricantes mostraram que estão por dentro do comportamento do consumidor e fizeram ações que agradaram tanto no varejo online como no físico

O setor corporativo ficou com 2,1 milhões de máquinas em 2019. Impulsionadas pela oferta de locação, as vendas de notebooks tiveram alta de 12,3%, já as de desktops sofreram queda de 3,7%. A IDC afirma que o Device as a Service ou locação de equipamentos ganhou mais espaço em 2019 nas PMEs, nas grandes empresas e até no governo.

Tablets

Em 2019, foram vendidos 3,3 milhões de tablets, queda de 7,4% em relação a 2018. O destaque positivo ficou para o aumento da receita em 5,4%, alcançando R$ 2,02 bilhões, e as vendas de tablets com teclado destacável, que cresceram 38,6%. Segundo a IDC, esse modelo é bem-vindo no mercado corporativo por ser focado em produtividade e atender profissionais de diversas áreas, como o de criação de conteúdo.

No entanto, sua representatividade ainda é de apenas 2,4% no total de vendas. Um dos motivos, acredita Pereira, é o preço quatro vezes maior do que o dos tablets convencionais, que custaram, em média, R$ 602 no ano passado. Segundo a IDC Brasil, em 2019 também houve ofertas de tablets para locação, mas ainda em baixo volume, não sendo o suficiente para alavancar o setor.

No varejo, o segundo semestre de 2019 foi o mais forte em vendas de tablets, segundo a IDC Brasil, com 895.696 unidades vendidas no terceiro e 1,07 milhão de unidades no quarto trimestre. Isso porque as fabricantes lançaram produtos e se prepararam para a Black Friday.

Impressoras

No mercado de impressoras, a alta de 3,1% em 2019, com 2,4 milhões de máquinas vendidas, era esperada pela IDC. Em receita, o mercado de impressoras teve queda de 1,3%, com faturamento de R$ 659 milhões.

Expectativa para 2020

No mercado de computadores e impressoras, a expectativa da IDC Brasil até agora é fechar o ano com alta de 0,6% e 2%, respectivamente. Já o mercado de tablets deve ter queda de 5,8%. Mas, com a pandemia de covid-19, esses mercados podem registrar queda de até dois dígitos.

Por Redação

Via tiinside

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *