IBGE: Produção industrial cai 4,5% em 2020 ante 2019, pior desempenho desde 2016

 IBGE: Produção industrial cai 4,5% em 2020 ante 2019, pior desempenho desde 2016

A produção da indústria brasileira recuou 4,5% em 2020 frente a 2019, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), divulgada nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o segundo ano seguido de perda – em 2019 o indicador havia recuado 1,1% – e a maior queda desde 2016 (-6,4%).

Em dezembro, o indicador teve alta de 0,9%, a oitava variação positiva frente ao mês anterior. Com a expansão de dezembro, a indústria acumula alta de 41,8% em oito meses e elimina a perda de 27,1% em março e abril. Assim, a indústria está 3,4% acima do patamar de fevereiro de 2020. O nível de produção atual, no entanto, ainda está 13,2% abaixo do seu recorde (alcançado em maio de 2011).

O desempenho ficou acima da mediana das estimativas de 30 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data, de um recuo de 0,3%, livre dos efeitos sazonais. As projeções iam de queda de 1,5% a um aumento de 1%. De 30 estimativas, 19 eram de queda.

Na comparação com igual mês em 2019, a produção industrial subiu 8,2% em dezembro de 2020. Por essa base de comparação, a expectativa mediana do mercado era de que o indicador tivesse subido 5,6%, conforme levantamento do Valor Data.

O IBGE revisou, ainda, o dado referente a novembro de 2020, na comparação com outubro, de aumento de 1,2% para alta de 1,1%.

Apoiador:

CATEGORIAS

Todas as quatro grandes categorias do setor industrial pesquisadas pelo IBGE tiveram queda na atividade em 2020, frente a 2019.

Segundo a PIM, a produção de bens intermediários apresentou perda de 1,1% em 2020. Na passagem entre novembro e dezembro, a alta foi de 1,6%. Na comparação com dezembro de 2019, a atividade de bens intermediários sobe 8,2% em dezembro de 2020. A categoria representa 55% da indústria.

A produção de bens duráveis, por sua vez, caiu 19,8% em 2020, frente a 2019. Em dezembro de 2020, o indicador teve alta de 2,4% frente a novembro e de 14,1% em relação a dezembro de 2019.

O resultado de bens semi e não duráveis também ficou no campo negativo em 2020. A categoria teve baixa de 5,9% na produção no ano passado, frente a 2019, segundo os dados do IBGE. Em dezembro de 2020, teve queda de 0,5% frente a novembro e ganho de 1,8% em relação a dezembro de 2019.

Os fabricantes de bens de capital registraram queda de 9,8% no ano passado, frente a 2019. Na passagem entre novembro e dezembro, houve alta de 2,4%. Na comparação com dezembro de 2019, a produção sobe 35,4%.

Por Redação

Via Instituto Aço Brasil

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *