Departamento de Defesa obtém parecer favorável no megacontrato de nuvem

 Departamento de Defesa obtém parecer favorável no megacontrato de nuvem

Um novo relatório do inspetor-geral do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) não encontrou evidências de que o presidente Donald Trump influenciou indevidamente a concessão de um megacontrato militar para adoção de nuvem à Microsoft, contrapondo as acusações da AWS – Amazon Web Services.

Apesar desse obstáculo, o relatório diz que os funcionários do Departamento de Defesa responsáveis ??pela concessão do contrato à Microsoft “não foram pressionados em relação à sua decisão de adjudicar o contrato por nenhum líder do Departamento de Defesa mais antigo que eles, que podem ter se comunicado com a Casa Branca”.

Os resultados representam uma vitória para o Departamento de Defesa e da Microsoft. Os dois estão ansiosos para começar a trabalhar no projeto JEDI (Joint Enterprise Defense Infrastructure) enquanto aguardam o resultado de uma contestação legal. É um golpe para a Amazon, que afirma que o ânimo pessoal de Trump em relação à empresa e seu fundador, Jeff Bezos, influenciou indevidamente o processo de compras.

“Relatórios das declarações do presidente Trump sobre a Amazon, protestos em andamento e ‘lobby’ dos concorrentes da JEDI Cloud, bem como relatórios imprecisos da mídia sobre o processo de aquisição da JEDI Cloud, podem ter criado a aparência ou a percepção de que o processo de adjudicação do contrato não era justo ou imparcial “, diz o relatório do inspetor-geral.

Em fevereiro, um juiz federal emitiu uma liminar temporária impedindo o Departamento de Defesa e a Microsoft de trabalhar no JEDI. A liminar foi baseada na premissa de que o Departamento de Defesa pode ter cometido um erro na avaliação da oferta da Microsoft. O Departamento de Defesa disse que queria reconsiderar partes de sua decisão de premiação à Microsoft e pediu 120 dias para examinar um problema relacionado às “ofertas do mercado on-line”.

Por Redação

Via tiinside

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *