Como desenvolver resiliência, a chave para a sobrevivência durante uma crise?

 Como desenvolver resiliência, a chave para a sobrevivência durante uma crise?

Socióloga do trabalho sugere três formas de desenvolver a força mental para trabalhar a resiliência em tempos difíceis

Em uma crise ou um período sem precedentes como o vivido com a pandemia de Covid-19 é comum se sentir cansado, estressado e preocupado diante de tantas incertezas. Mas, por mais eminente que seja o perigo, com alguns ajustes na rotina, é possível – e importante – seguir em alguns pontos da vida. Para isso, entretanto, é necessário adaptação e resiliência, sobretudo para sobreviver esses tempos difíceis.

Para Tracy Brower, socióloga e autora de Bring Work to Life by Bringing Life to Work: A Guide for Leaders and Organizations, “a chave para a sobrevivência será construir sua resiliência e encontrar maneiras de persistir e perseverar”.

Em artigo publicado no site Fast Company, Brower diz que a resiliência é composta de três coisas:

  • Um claro senso de realidade;
  • Capacidade de entender o que está acontecendo;
  • Solução de problemas e improvisação.

“A boa notícia é que você pode desenvolver tudo isso e se tornar cada vez mais resistente”, afirma.

A socióloga sugere três estratégias para ajudá-lo(a) a desenvolver a força mental a partir da resiliência:

Apoiador:

Dê sentido às coisas

Uma grande parte de ser resiliente é encontrar significado nas circunstâncias atuais. Você pode fazer isso de algumas maneiras, segundo Tracy:

Considere o que a realidade atual significa para você. Se você estiver em alto risco ou próximo de pessoas com alto risco de contrair o vírus, precisará tomar as medidas apropriadas. Se você está procurando emprego, a situação deve informar as empresas ou oportunidades que você é alvo. Se você tem filhos, convém considerar as implicações sobre como mantê-los entretidos e se eles voltarão à escola. Por fim, você pode visualizar as condições atuais com sua própria lente.

Mantenha perspectiva. Pode ser tentador entrar em ansiedade com um futuro incerto. Mas tente manter o foco no que você pode controlar e se assegurar de que esse tempo passará. Pode ser uma maratona – quando esperávamos um sprint -, mas cada um de nós passará por isso.

Explore novos pontos de vista, lembra Tracy. Busque várias perspectivas para encontrar significado nas realidades difíceis que enfrentamos. Converse com outras pessoas e obtenha vários pontos de contribuição. “Curiosamente, o número de teorias da conspiração tende a aumentar quando as pessoas têm menos contato com outras pessoas e são mais insulares em seus pensamentos. O oposto disso é manter contato com pessoas em quem você confia e respeita. Suas opiniões podem diferir, e geralmente é útil expandir seu pensamento e ampliar suas perspectivas, expondo-se a outras ideias”, aconselha.

Desafie-se a adaptar

Depois de entender a realidade e ter uma perspectiva dela, você precisará responder e se adaptar. Você pode fazer isso resolvendo os problemas ao seu redor e abordando os desafios de novas maneiras. Tracy chama isso de “A regra de MacGyver”. MacGyver foi um personagem de ação que se originou em uma popular série do final dos anos 80. Ele entrava em situações perigosas em cada episódio. Com itens comuns, como um clipe de papel, um relógio e uma fita adesiva, ele conseguia se livrar de qualquer arranhão. “Ele é o exemplo perfeito de improvisar, inventar e inovar para escapar de situações difíceis”, lembra a autora.

“Além disso, podemos voltar a improvisar. A ciência do cérebro nos diz que o cérebro é plástico e não elástico. Se o cérebro fosse elástico, você experimentaria algo novo e, depois, voltaria ao que era antes. Mas o cérebro é plástico, ou seja, quando você estica, suas capacidades se expandem e suas perspectivas são ampliadas. Dessa forma, o estresse pode ser uma coisa boa”, diz Tracy.

Ela aconselha aos profissionais a desenvolver a capacidade de responder, tentando coisas novas que os desafiam. Aprenda uma nova habilidade técnica, adote um novo hobby ou pratique paraquedismo. Desenvolva sua criatividade, buscando oportunidades profissionais também. Ofereça-se para uma força-tarefa, participe de uma equipe que lidera a mais recente iniciativa de trabalho ou inicie um grupo de afinidade, também conhecido como grupo de recursos de funcionários. Todos os tipos de novos passos ou novos trechos são maneiras positivas de desenvolver as habilidades críticas de adaptação, resposta e ajuste – habilidades essenciais durante a pandemia e depois dela.

Por fim, Tracy ressalta que em tempos são difíceis, a resiliência será uma das características mais importantes a serem nutridas. “Esteja ciente, entenda o que está ao seu redor e mantenha a perspectiva. E o mais importante, responda, adapte e desafie a si mesmo a se alongar. Com o tempo, você se desenvolverá e terá uma influência positiva nos desafios que encontrar”, finaliza.

Por Redação

Via CIO

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *