87,5% das empresas no Brasil iniciaram ou aceleraram projetos de transformação digital durante a pandemia, aponta estudo da Dell

 87,5% das empresas no Brasil iniciaram ou aceleraram projetos de transformação digital durante a pandemia, aponta estudo da Dell

Cerca de 87,5% das empresas instaladas no Brasil realizaram alguma iniciativa voltada à transformação digital neste ano. O número – que está acima da média mundial, que é de 80% – faz parte do Índice de Transformação Digital da Dell Technologies 2020 (DT Index 2020), terceira edição do estudo bianual realizado pela Vanson Bourne, e patrocinado pela Dell Technologies em parceria com a Intel.

O estudo deste ano, realizado com 4,3 mil líderes de médias e grandes empresas de 18 países, incluindo o Brasil, é a terceira edição do índice e traz um retrato de como a pandemia impactou as estratégias e os investimentos das organizações voltados à transformação digital. No mercado brasileiro, o DT Index 2020 identificou que 92% das empresas estão reinventando seu modelo de negócio por conta do cenário gerado pela COVID-19. Apesar disso, 45% estão preocupadas que a transição não seja rápida o suficiente, 27,5% temem não sobreviver aos próximos dois anos e 67,5% acreditam que não vão fechar, porém perderão muitos postos de trabalho e levarão anos para retornar à lucratividade.

Vale destacar que, apesar de 42% das empresas instaladas no país afirmarem que aceleraram todos ou a maioria de seus projetos voltados à transformação digital, 58% admitem que fizeram pouco ou nenhum progresso nesse sentido. Entre as iniciativas mais relevantes, 58,3% dos entrevistados no Brasil priorizararam investimentos em soluções voltadas a garantir o trabalho remoto e home office, enquanto que 44,6% tiveram de reinventar a forma de entregar produtos e serviços para clientes e colaboradores e 40,6% aumentaram os esforços para evitar ataques cibernéticos.

A grande maioria (96%) reconhece que a pandemia evidenciou a importância de ter uma infraestrutura de TI mais ágil e escalável para atender às novas necessidades do negócio. Contudo, menos da metade (44%) afirmam ter as soluções tecnológicas adequadas para permitir uma aceleração dos projetos de digitalização.

Apoiador:

“Os dados de Brasil do DT Index confirmam a percepção de que a pandemia acelerou as iniciativas voltadas à transformação digital dos negócios e tem exigido que as empresas repensem os investimentos em tecnologia”, afirma Diego Puerta, líder da Dell Technologies Brasil. “Mais do que nunca, ter uma infraestrutura de TI moderna e escalável passou a ser uma condição essencial para que as empresas sobrevivam ao cenário de pandemia e, principalmente, tenham sucesso de médio e longo prazos”, complementa.

O gerente técnico e especialista em IoT da Intel Brasil, Fabiano Sabatini, reforça que a quarentena acentuou a necessidade das empresas e do mercado na busca por mais agilidade, segurança e precisão em seus sistemas. “A transformação digital já existia há algum tempo, porém, em uma velocidade menor. A pandemia exigiu uma adaptação urgente para as empresas trazendo a necessidade de focar em uma infraestrutura para lidar com o momento atual, ao mesmo tempo em que é essencial pensar no pós-pandemia e investir em tecnologias não só para o desenvolvimento quanto para a sobrevivência da empresa em um mercado cada vez mais atualizado e competitivo”, afirma Sabatini.

Investimentos atuais e futuros em TI

Sobre os investimentos em TI associados à transformação digital que estão em andamento, as prioridades das empresas brasileiras são cibersegurança e privacidade (66%) e, na sequência, empatadas com 65,5% das menções aparece: análise e gestão de dados, ambiente de trabalho digital e serviços digitais sob demanda.

dell-index1-300x164

Investimentos planejados para 1 a 3 anos

Já quando questionadas sobre quais os principais projetos para os próximos um a três anos, a maioria (53%) das empresas instaladas no Brasil, cita a preparação dos ambientes para o 5G.

Dell-index2-300x135

Barreiras para a Transformação Digital

A pandemia pode ter catalisado a transformação digital, mas a evolução contínua é um desafio. Entre os entrevistados no Brasil, 95,5% apontam que enfrentam barreiras para avançar em seus processos de digitalização. Os principais desafios são:

  • 34,5% falta de crescimento econômico
  • 33% incapacidade de extrair informações importante dos dados
  • 28% preocupações com privacidade e cibersegurança
  • 28% falta de recursos e orçamento
  • 27,5% regulamentação ou mudanças nas leis 

Brasil tem queda entre empresas ‘Líderes Digitais’

A exemplo dos estudos realizados nos anos anteriores, o DT Index 2020, separou as empresas consultadas em cinco grandes grupos (Retardatárias Digitais, Seguidoras Digitais, Avaliadoras Digitais, Adotantes Digitais e Líderes Digitais), com base no desempenho percebido em quatro áreas: incorporação dos principais atributos de um negócio digital, estratégia de TI existente, estratégia de transformação da força de trabalho e investimentos planejados para os próximos cinco anos.

O Brasil vem em uma curva descendente de empresas que se encaixam na categoria Líderes Digitais, que seriam aquelas nas quais a Transformação Digital está enraizada no DNA do negócio. O índice foi de 12%, em 2016, para 6% em 2018 e caindo para apenas 4% este ano. Já no segundo grau de maturidade, os Adotantes Digitais, concentra 50% das empresas, ante 37% em 2018 e 20% em 2016.

Por Redação

Via tiinside

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *