6 dicas de comunicação para um bom líder

 6 dicas de comunicação para um bom líder

Ao agir de forma transparente ou mais empática, gestores obtêm maior participação e engajamento das equipes.

Há uma longa lista de habilidades e capacitações que um líder deve ter para desempenhar bem a sua função. Para líderes de TI, por vezes, elas podem ficar no fim da lista, abaixo das capacitações específicas necessárias para liderar na área. 

Entretanto, líderes de tecnologia, como em qualquer outra área, também precisam desenvolver soft skills para alcançar o sucesso na função. Criatividade, agilidade para tomadas de decisão, resiliência, empatia, ética e comunicação, são algumas delas.  

Todas as habilidades são pautadas na capacidade do líder de se apresentar e se relacionar com os colaboradores. Entretanto, muitas vezes o relacionamento precisa ser aparado e uma conversa desagradável precisa acontecer.

Assim, um bom líder precisa abusar da inteligência emocional e fazer desse momento uma oportunidade de comunicação eficiente e construtiva, seja a frente do seu time, seja com clientes e outros colegas.

Apoiador:

Para ajudar nesse desafio a Forbes publicou uma lista com dicas do próprio Conselho de Comunicação. Selecionamos aqui algumas delas em que esses profissionais compartilham sugestões valiosas para quem precisa passar por uma interação desagradável.  

1. Planejar, reconhecer, comunicar 

“Planeje com sua equipe primeiro e faça isso imediatamente. Verifique se todos estão na mesma página sobre o problema e a resolução, para que não haja ambiguidade.

Quando você tiver uma conversa, reconheça o problema, expresse entendimento de como isso afeta seu cliente e compartilhe como planeja resolvê-lo, bem como quando e como você se comunicará com eles sobre o progresso”, orienta Kristi Harrington, da PestRoutes

2. Esteja preparado para responder a estas perguntas 

“As más notícias são melhor entregues preparando respostas para quatro perguntas antes da conversa: o que aconteceu, por que aconteceu, que ação a pessoa precisa executar como resultado e que passos você está tomando para ajudar.

Quando as pessoas recebem más notícias, entram no modo de crise, então encare a conversa com honestidade, humildade e uma visão do que vem a seguir para transformar uma conversa difícil em um caminho a seguir”, diz Lisa Walker, da Fuze

3. Utilize empatia 

“Ao fornecer notícias desagradáveis, pense nas pessoas que estão do outro lado da conversa e em como isso pode impactá-las. Em seguida, use sua compreensão do impacto para a outra parte enquanto cria como deseja entregar as notícias.

Muitos estão mais dispostos a aceitar as notícias desagradáveis se forem comunicadas de maneira a mostrar empatia e mostrar que você entende o impacto para a outra parte”, explica Brian Lee, da Unleash Your Identity. 

4. Tente inspirar confiança 

“Quando você inevitavelmente precisa fornecer más notícias, é essencial restaurar ou criar confiança – seja a confiança que você pode resolver o problema, restaurar a confiança após um erro ou criar a confiança de que um fator externo, como uma mudança de mercado, pode ser navegado com sucesso.

Essas situações negativas costumam ser uma oportunidade para reforçar o relacionamento com os clientes quando bem administrados”, ressalta Sue Cragun, da Vanguard Title Insurance

5. Seja rápido, direto e transparente 

“Na minha experiência, a melhor maneira de lidar com situações desagradáveis ou de crise é reagir o mais rápido e habilmente possível. É extremamente importante ser direto e transparente.

Além disso, fornecer comunicações regulares e diretas sobre o assunto, quando necessário, também é importante para criar e manter credibilidade e confiança com seu público”, destaca Lynn Kier, Diebold Nixdorf 

6. Mostre que você se importa 

“Ao entregar más notícias individualmente, tento mostrar empatia e ter a mentalidade de como posso ajudar. Ao compartilhar os fatos das notícias e do impacto, faço perguntas para entender como a outra pessoa está se sentindo e o que pensa da situação. E então eu escuto. Ter essa conversa me dá uma ideia de como posso determinar os próximos passos e ajudá-los a seguir em frente”, comenta Tesa Aragones, da vsco.co

Editor MDR

Você pode gostar também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *